Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Descem as águas calmas

 

 

 

 

 

Descem as águas calmas da nascente
Fluem
rodopiantes nas pedras moldadas pelo tempo
Ecos suaves crescem e expandem o sol
Na
Mais bela cor que é a tua

Tem asas o teu espírito na imensidão
Onde borbulham orvalhos
Películas coloridas matinais
Nos sonhos despertos em ti

Cantas melodias, expandem-se universos
Falas do amor, da Humanidade
As palavras soltam na ponta dos teus dedos
O gosto a mel num olhar verdejado

O coração nobre, num olhar espelhado
Correm flores, saltam pássaros
Esvoaçam
borboletas
Num sorriso
único desenhado
 
Dan Gibson
http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=118005
 
TAGS:

publicado por anitta às 14:59
link do post | comentar | favorito
|

.OBRIGADO PELA VISITA

.MAIS SOBRE MIM

.PESQUISAR

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.POSTS RECENTES

. Mãe

. Chove. Há Silêncio

. Dizem que o tempo...

. Coro das crianças:

. Receita para 2017

. Mensagem Pedido de Natal ...

. Historia Antiga

. Ser mulher...

. Sugestões para o Natal

. Mês De Dezembro

totalgifs.com plantas-e-flores gif gif 103.gif
CONTADOR DE VISITAS
free web counter
totalgifs.com natal gif gif 07.gif
totalgifs.com estrelas gif gif 46.gif

.TAGS

. todas as tags

.FAVORITOS

. Lenda

. «Poesia em Rede» - o índi...

. SORTE INFERNAL

. Peregrinaçao

. Chaves - Rua das Longras,...

. O "Texas" em Vidago.

. FALA-ME DE AMOR