Terça-feira, 10 de Novembro de 2015

A Criança que Fui Chora na Estrada

!cid_000f01c8c6f0$322252a0$dd05000a@lukika.gif

 

A criança que fui chora na estrada.
Deixei-a ali quando vim ser quem sou;
Mas hoje, vendo que o que sou é nada,
Quero ir buscar quem fui onde ficou.

Ah, como hei-de encontrá-lo? Quem errou
A vinda tem a regressão errada.
Já não sei de onde vim nem onde estou.
De o não saber, minha alma está parada.

Se ao menos atingir neste lugar
Um alto monte, de onde possa enfim
O que esqueci, olhando-o, relembrar,

Na ausência, ao menos, saberei de mim,
E, ao ver-me tal qual fui ao longe, achar
Em mim um pouco de quando era assim.

 

Fernando Pessoa

 http://www.luso-poemas.net/


publicado por anitta às 23:19
link do post | comentar | favorito
|

.OBRIGADO PELA VISITA

.MAIS SOBRE MIM


. ver perfil

. seguir perfil

. 21 seguidores

.PESQUISAR

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.POSTS RECENTES

. PENSAMENTOS

. Mãe: palavra pequena, ma...

. Frases

. O MAR E A ROCHA

. LEMBRANÇAS

. Números

. Tanta Saudade

. MINHA VIDA

. O PASSEIO DO PAI NATAL

. O Natal está a chegar.

CONTADOR DE VISITAS
free web counter

.TAGS

. todas as tags

.FAVORITOS

. Lenda

. «Poesia em Rede» - o índi...

. SORTE INFERNAL

. Peregrinaçao

. Chaves - Rua das Longras,...

. O "Texas" em Vidago.

. FALA-ME DE AMOR