Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ANITTA BARROCO

"AQUAE FLAVIAE"

"AQUAE FLAVIAE"

Rosas


Trouxestes a rosa de beijos ardentes
Que queimastes insano e ébrio de mim
Deixaste em meu colo enquanto dormia
Salpicando de pétalas de início ao fim.

O sol invadia a janela do quarto
E as flores dançavam sem timidez
Faziam minha pele de palco e luz
Rindo travessas de minha nudez.

Em meus cabelos puseste outra rosa
Que firmava com engenho sobre a franja
Os anéis dos cabelos cobertos de pólen
Emoldurava-me imagem de anja.

Deixaste o vento entrar na janela
E ele faceiro, galopante e veloz;
Tratou de ornar com a rajada de ventos
Um leve assobio em ruído de voz.

Acordei em meio a um jardim de flores
Plantado ao redor de minhas feições
Lembrei que teus braços são feitos de dengo
E que teus abraços são minhas prisões.

Foi doce acordar em meio às rosas
Que tu adornaste com zelo pra mim
As rosas roubadas tomadas de beijos
Que tu apanhaste de nosso jardim.

A nice

Abre os olhos e encara a vida! A sina
Tem que cumprir-se! Alarga os horizontes!
Por sobre lamaçais alteia pontes
Com tuas mãos preciosas de menina.

Nessa estrada de vida que fascina
Caminha sempre em frente, além dos montes!
Morde os frutos a rir! Bebe nas fontes!
Beija aqueles que a sorte te destina!

Trata por tu a mais longínqua estrela,
Escava com as mãos a própria cova
E depois, a sorrir, deita-te nela!


Que as mãos da terra façam, com amor,
Da graça do teu corpo, esguia e nova,
Surgir à luz a haste de uma flor!...

 

Florbela Espanca

 

Soneto 119

Da rama escura de letal cipreste*
Em sonhos vi c'roada a bela Armia;
Alvas, mimosas carnes lhe envolvia
Da negra Morte a lutuosa veste;

Vagueava o meu bem num ermo agreste,
Onde o mocho agoirento se carpia,
Não tão meiga e gentil como algum dia,
Mas inda conservava um ar celeste.

Esta que vês (me disse em tom magoado)
Que não creste mortal, mas divindade,
É sombra vã, fantasma inanimado.

Eis ferido de amor e de saudade,
Grito, acordo, e segui-se (Oh! duro Fado!)
À funesta visão fatal verdade.

Bocage

Olhar

 

Se olhássemos com olhar de criança, brincaríamos mais e perguntaríamos menos, sentiríamos mais e explicaríamos menos.
Não haveria mistérios e se mistérios houvesse, não existiria a impossibilidade de desvendá-los.
O que haveria além da janela? Pergunta inútil, pois não haveria janelas... apenas amplidão, onde tudo caberia: bruxas, fadas, duendes, gnomos, estátuas, gente. Tudo real, na órbita do meu olhar.

sonho

A gente só da conta dele quando acorda...
     Depois que ele acabou... 
E fica aquela vontade de sonhar mais um pouquinho...
     Existem pessoas que são um sonho...
 Um sonho pelo qual a gente dormiria a vida toda. 
Mas, vem o amanhecer e nos leva aquele sonho tão bom....
     Existem pessoas que são estrelas...
 Lindo brilho que iluminam as noites de nossas vidas.
 Mas, vem o amanhecer e sua claridade 
nos rouba aquele brilho tão lindo...
     Existem pessoas que são flores... 
Beleza discreta que alegram nosso caminho. 
Mas, vem o tempo e as flores murcham 
e nos enchemos de saudades de sua cor e de seu perfume...
     Existem pessoas que são simplesmente AMOR...
     Nem sempre doce como o mel de uma flor...
     Nem sempre brilhante como uma estrela...
     Nem sempre chegando a nós como um sonho....
     Mas verdadeiras !... 
E ainda bem que são simplesmente AMOR !
     Pois flores, estrelas e sonhos mais
 cedo ou mais tarde terminam... 
Mas o AMOR, a essência da verdade, 
este não termina nunca
!....
 

À vida

É vão o amor, o ódio, ou o desdém;
Inútil o desejo e o sentimento...
Lançar um grande amor aos pés de alguém
O mesmo é que lançar flores ao vento!

Todos somos no mundo "Pedro Sem",
Uma alegria é feita dum tormento,
Um riso é sempre o eco dum lamento,
Sabe-se lá um beijo de onde vem!

A mais nobre ilusão morre... desfa-se...
Uma saudade morta em nós renasce
Que no mesmo momento é já perdida...

Amar-te a vida inteira eu não podia,
A gente esquece sempre o bom de um dia.
Que queres, meu Amor, se é isto a vida!

 

Florbela Espanca

Alma perdida

Toda esta noite o rouxinol chorou,
Gemeu, rezou, gritou perdidamente!
Alma de rouxinol, alma de gente,
Tu és, talvez, alguém que se finou!

Tu és talvez, um sonho que passou,
Que se fundiu na Dor, suavemente...
Talvez sejas a alma, a alma doente
Dalguém que quis amar e nunca amou!

Toda a noite choraste... e eu chorei
Talvez porque, ao ouvir-te, adivinhei
Que ninguém é mais triste do que nós!

Florbela Espanca


Contaste tanta coisa à noite calma,
Que eu pensei que tu eras a minhalma
Que chorasse perdida em tua voz!

Fátima 2007

Mensagens de Fátima

 

Não temais. Orai comigo. Os Corações de Jesus e Maria estão atentos à voz das vossas súplicas... Orai muito! Oferecei constantemente ao Altíssimo orações e sacrifícios"

De tudo o que puderdes, oferecei um sacrifício ao Senhor em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores... Sobretudo, aceitai e suportai com submissão o sofrimento que o Senhor vos enviar."

 

ORAÇÃO À NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

 

0RAÇÃO - Santíssima virgem que nos montes de Fátima Vos dignastes a revelar a três humildes pastorinhos os tesouros de graças contidas na prática do vosso Rosário, incuti profundamente em nossa alma o apreço, em que devemos ter esta devoção, para Vos tão querida, a fim de que, meditando os mistérios da nossa Redenção que nela se comemeora, nos aproveitemos de seus preciosos frutos e alcancemos a graça, que Vos pedimos nesta oração, se for paa maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas. Assim seja.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

VISITAS

contador grátis

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D