Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ANITTA BARROCO

"AQUAE FLAVIAE"

"AQUAE FLAVIAE"

O Mar - Soneto

 

 

É em ti, nos momentos desagradáveis
Onde afogo minhas mágoas,
Onde deposito minhas lágrimas,
Onde guardo segredos invejáveis.

És tu, aquele amigo disponível
Para ouvir os meus desabafos...
Ditas os teus experientes conselhos
No silencio do teu ondular incrivel.

Na tua enorme profundeza
Se esconde os mais belos mistérios
De toda a Natureza.

Navegar nos teus vastos impérios
Todo o meu corpo agoniza
E torna-se num desejo sem critérios

 

Nostalgia é uma palavra nostálgica_

Sempre que falo de nostalgia me lembro de coisas da minha vida
Dos meus aprendizados, de tudo o que passei
Mas também acabo chegando no ponto em que estou
Ouvir uma música
Uma palavra, uma expressão
E dá aquele calor no coração
Dor nos pulsos
Um aperto, que é sempre legal
Até quando lembramos de algo que não foi muito bom
Saudades de coisas e pessoas que passaram por nossa vida
Mas que, bem no fundo, vão ficar pra sempre com a gente...
E, também no fundo, elas sabem que vão... e também ficamos nelas
Um irmão, uma amiga, um primo
Um lugar, um cheiro...
Talvez falar de nostalgia seja isso
Uma tentativa de fazer tudo isso reviver!
E elas revivem... tão intensamente quanto antes!
Porém, só para pessoas malucas (leia "evoluídas") isso funciona
Saudade talvez seja olhar pra trás sem voltar
Mas entendendo tudo.

 

 

 

Dino Beghetto Junior

O que é o AMOR?

O que é o AMOR?
AMOR é saudade;
AMOR é compreensão;
AMOR é companheirismo;
AMOR é confiança;
AMOR é amizade;
AMOR é....
Podem existir milhões de respostas para esta pergunta,
Mas a resposta mais simples é
AMOR é simplesmente AMAR

 

 

 

Bernardo Cordeiro

 

Vai chegar um dia

 

 

Vai chegar um dia que não irei mais agüentar a saudade, e ela transbordará pelos meus olhos. Pense que isso não são lágrimas de tristeza, mas também tampouco de alegria. É incrível como pude viver sem te ter por mais de semanas, sendo que hoje uns dias voltam a me sufocar. Saudade é uma dor inexplicável, parece que o tempo pára. E não há distração que o faça passar. Não sei o que faço com meus dias que parecessem ser tão compridos, nem como cessar os meus pensamentos quando a noite chega. É como estar sozinha, sem estar. É como se um vazio encontrasse meu peito e fizesse o doer intensamente até eu esquecer. Mas dão alguns poucos minutos e volta, até a próxima esquecida. Saudade é parecer que o mundo vai acabar, e de repente perceber que não é tão grave assim. Saudade é ser dramática aos montes e de repente se auto-confortar sabendo que logo vai passar, tão logo como irá sempre voltar.

 

 

Laura Meyer

 

è verdade ....

A distância causa saudade mais nunca o esquecimento.Já a saudade faz crescer o amor e nos dá uma lição de vida, porque aprendemos que por mais que queiramos não podemos fugir do nosso destino nem do nosso amor e aprendemos também que o tempo ele cura tudo, todas as feridas e marcas ás vezes até apaga as cicatrizes e nos ensina também que quando tem que ser não adianta fugir , por que sempre chega até você da forma mais inesperada e apaixonante... A vida é maravilhosa e surpriendente... nunca diga nunca... rsrsrs
Eu amo a vida, eu me amo e amo amar...

 

 

Girllene Valério

Um Sonho

 

 

 

Tive um sonho
sonhei como era feliz
Contigo tudo tinha magia
e reinava a alegria

Comecei por te admirar
depois passei a conhecer-te
entretanto, já gostava de ti
por fim, amava-te tanto

Um olhar teu em minha direcção
faz disparar o meu coração

Sentir a tua mão a tocar na minha
faz-me voar de emoção
sinto-me no céu com a tua companhia

E, aqule beijo que me deste 
Dei por mim a vibrar
crescendo um enorme desejo
de te beijar de novo sem parar

De repente, acordei e o meu sonho acabou
naquela parte em que eu já te amava loucamente
afinal tudo não passou de apenas um sonho
um sonho, pelo qual desesperadamente espero...

 

SÃO JOÃO

S. João chegou ao Porto

E na Baixa foi passear

Roídinho de desgosto

Foi p΄rá cascata a chorar.

 

 

 

 

São João, p'ra ver as moças,

fez uma fonte de prata.

As moças não vão à fonte,

São João todo se mata.

 

 

 

Nenhum santo é menos santo

Por estar numa cascata

Que um pobre ergueu, com encanto,

Num simples bairro de lata.

 

Ris de mim por não ser novo!

Cautela, que na noitada,

Até mesmo um velho ovo

Pode dar boa gemada.

 

PASSÁROS

 

 

 

 

 

Não fujas, amor
é essa dor que se diz viver
mas a dor é só uma
e os pássaros muitos.

 

 

 

  texto  Luis Rodrigues 

 

~ Soneto 17 ~

 

 

 

 

 

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Ás vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.

 

William Shakespeare

 

VERÃO

 

 

 

 

 


Inventaremos no verão os gritos
verberados na carta episcopal.
Somos apenas pássaros aflitos
que nada informam da questão moral.

Tens os olhos audazes, infinitos
e eu vejo em mim o deus verde do mal.
De nossas almas nascerão os mitos,
de nossas bocas uma flor de sal.

Deitaremos raízes sobre a praia
a jogar com palavras inexatas
o desespero de se ter um lar.

E quando para nós enfim se esvaia
o demônio das coisas insensatas
nossa grandeza brilhará no mar.

 

 

 

 

 

 

 

Paulo Mendes Campos

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

VISITAS

contador grátis

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D